sexta-feira, 8 de abril de 2011

Existem datas, dias...

que gostamos de esquecer, ou pelo menos não nos lembrarmos delas.

este mês é particularmente marcante para mim...

1 de abril - SE o Pedro fosse vivo e SE ainda estivessemos juntos, fariamos 11 anos de casados

2 de abril - Se o meu pai ainda fosse vivo teria feito 66 anos

por isso tento de alguma forma ignorar essas datas...se faço bem? não sei, mas cada um cria as suas defesas, e esta é a minha.

por vezes as datas tem uma forma de nós magoar...não que estas me amgoem, mas deixam me triste, com saudades do que elas em tempos representaram...dias de festa, alegria, sonhos feitos em conjunto...e de repente ficam reduzidas a nada, a meras lembranças...fechamos os olhos e por momentos conseguimos lá voltar...

enfim...são datas...mas trazem nos a tona tantos sentimentos...

3 comentários:

carla disse...

Há datas que nos magoam, mas o tempo vai diminuindo o aspecto da dor. O meu dia de anos tb é assombrado com uma lembrança que me acompanhará ate ao meu ultimo respiro.

Um beijinho grande amiga.

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Força...

Dina disse...

É verdade que a dor não é maior ou menor do que nos outros dias. Esses dias têm um sabor um pouco mais amargo, porque nos trazem lembranças específicas à memória, daquelas que nos fazem chorar de saudades e sorrir por termos sido tão felizes.
Um abraço muito grande para ti...